quinta-feira, 19 de março de 2009

ELDORADO

Aqui está
a exploração do homem sobre o homem
Faz avalanches e escaladas
Sobe essas serras

Os homens mergulham nos dejetos
Sonhos num mar de tristeza
Zacatecas, Potosí, Ouro Preto
tudo logo ali

Reflete nos olhos dos homens
a imortalidade dourada
fascínio do brilho
traiçoeiro e furtivo

Sem maiores utilidades
sua beleza é mórbida,
brilhos da morte,
êxodo de famintos

Mas quem és tu,
é o suor do sol?
E eu sou seu senhor,
ou teu servo?

Nenhum comentário: