quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

AMOR BOLIVIANO


Morena do sol andino
Índia do altiplano
Seus cabelos são terrosos
de terra negra boliviana

Sua maneira andina
se encaixa perfeitamente
na cordilheira nevada
No seco de seu ambiente

O que é traduzido
no jeito cálido
nos lábios ardentes
nas palavras não ditas

Pele flamejante
num mundo de calmaria
Olhos cerrados
de alma boliviana

O cabelo trançado
é a força de sua terra
Não se rompe
Assim como seu caráter

Seu ritmo de morenada
anunciado pelas matracas
tem o som de séculos
de opressão e exploração

Nenhum comentário: