sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

OS BENS E O SANGUE

Carlos Drummond de Andrade Os urubus do telhado: E virá a companhia inglesa e por sua vez comprará tudo e por sua vez perderá tudo e tudo volverá a nada e secado o ouro escorrerá ferro, e secos morros de ferro taparão0 o vale sinistro onde não mais haverá privilégios, e se irão os últimos escravos, e virão os primeiros camaradas; e a besta belisa renderá os arrogantes corcéis da monarquia, e a vaca belisa dará leite no curral vazio para o menino doentio, e o menino crescerá sombrio, e os antepassados no cemitério se rirão, se rirão porque os mortos não choram.

Nenhum comentário: